Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

nada acontece por acaso

nada acontece por acaso

Viver a Vida...

No outro dia, uma cena de uma série na televisão,

Deixou-me a pensar…

Um médico pedia desculpa a um paciente porque tinha havido um erro e,

ao contrário do que lhe teria dito há um tempo atrás,

afinal, ele não tinha cancro! 

Estava cheio de saúde!

E o médico pediu desculpa pelo transtorno que o erro teria causado.

 

Mas eis que o doente (que não estava doente) se irritou muito,

Não pelo erro, mas por o medico ter dito a verdade!

Dizia ele que o ia processar!

Porque pela primeira vez na vida tinha conseguido

Viver um dia de cada vez;

Porque já nem se lembrava de uma fase tão boa no casamento

Porque tinha atenção e carinho como nunca;

Porque tinha feito um empréstimo ao banco;

Porque finalmente conseguia ser feliz!

O médico, obviamente perguntou:

- Espere aí! O senhor está a dizer que me vai processar por eu lhe dizer a verdade agora e não por ter errado antes?!

Enfim…a cena continuou e dei comigo a pensar…

Uma pessoa pode viver a felicidade na perspectiva da morte!

 

Às vezes, nós NÃO vivemos a Vida!

Nós sobrevivemos na vida…

É muito diferente.

E, o engraçado é que nem nos apercebemos.

Deixamos os dias passar, um atrás do outro,

Semana após semana, mês após mês,

Ano após ano…

Fazemos parte da engrenagem sempre que, diariamente,

Repetimos automaticamente a mesma acção…

O despertador que toca, o levantar, o duche,

o pequeno-almoço, o costume no sítio do costume…

Tudo sempre como de costume, na minha zona de conforto,

Onde me sinto seguro, porque já conheço.

Dia após dia.

 

Não paramos para sentir,

Não paramos nos ouvir, para nos escutar.

Por isso mantemos tudo como está…

Caminho seguro.

 

Mas, se me desafiar a mim própria a imaginar,

Que amanhã me dizem que tenho 6 meses de vida!

Provavelmente vou mudar muita coisa,

Porque sei que não está bem…

Provavelmente vou querer fazer muita coisa,

Que não tive coragem de fazer…

Provavelmente vou…tanta coisa!

 

Pois, perante o fim de qualquer coisa,

Apercebemo-nos da existência dessa mesma coisa!

Perante a perspectiva da morte,

Perdemos o medo

Ganhamos coragem

E vivemos a Vida!

Somos de facto, complicados….

Porque afinal,

A morte é a única certeza da vida!...

Vamos vivê-la!

J

 

Deixar cair...

 

Uma vez,  um dos meus filhos, ensinou-me algo que tento não esquecer!

Estava ele em plena adolescência, de férias,

Numa fase em que se achava bem crescido para fazer o que entendia…

As saídas nocturnas, foram-se prolongando até de madrugada;

Embora fosse verão, os dias, para ele eram curtos,

Porque se arrastava sem energia, entre um petisco na cozinha

E a televisão na sala…

 

Obviamente que eu andava muito angustiada.

Fazia o pior cenário, enervava-me e

Vivíamos constantemente em discussão,

Até um dia…

 

Nesse dia, em plena discussão, ele disse-me:

- Oh Mãe! Se calhar eu tenho que cair

Para aprender a levantar-me! Mas deixa-me cair senão não aprendo!

Consigo reviver o momento e sentir, ainda, o click dentro de mim!

Só respondi:

- Ok. Tens razão. Mas tenta entender que eu, como Mãe,  não consigo deixar de tentar por uma almofada por baixo para não te magoares!

 

Desde aí, tudo ficou mais fácil entre nós!

Engraçado, que eu deixei mesmo de me sentir angustiada; foi como se tivesse sido confrontada com uma verdade que não podia mudar!

Foi como se passasse a aceitar o processo dele…

Fui confrontada com a minha impotência,

E aceitei-a!

 

È difícil, por vezes, não interferir no processo do outro.

Aparentemente com a melhor das intenções, estamos convencidos

Que sabemos muito bem o que é melhor para o outro e tentamos interferir

No seu caminho, no seu percurso, no seu carma!

 

Vivemos cheios de pré-conceitos e esquecemo-nos que,

Temos de nos preocupar com o nosso próprio caminho,

Com o nosso próprio processo.

Podemos avisar o outro que está uma pedra no seu caminho,

Que deve ter cuidado para não tropeçar!

Mas não temos o direito de tirar a pedra do caminho dele.

Porquê?

Porque se a pedra lá estava, era por alguma razão,

E ele tem de aprender a tirá-la do caminho,

Para então crescer e seguir em frente.

Se não a retirar, a próxima pedra que encontrar vai ser maior…

E assim sucessivamente…

Podemos ajudar. Sempre.

Mas não devemos impor nada ao outro…

Devemos respeitar o caminho e aceitar.

Há vários caminhos para o mesmo destino…

Uns mais fáceis, outros mais difíceis;

Há várias maneiras de percorrer o mesmo caminho,

Cada um tem o seu percurso.

A sua vida!

...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D