Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

nada acontece por acaso

nada acontece por acaso

Há sempre um dia...

 

Ás vezes acho que fico surda,
Não consigo ouvir,
Não consigo ouvir-me,
Ou não quero ouvir…
 
Quando temos tudo bem estruturado na nossa vida,
Às vezes viramos autómatos,
Com piloto automático!
 
Parece que temos tudo controlado,
Sentados confortáveis,
Passando os dias
a ver os dias passar…
 
Deixamos de ter controlo…
Começamos por criar hábitos
Para nos facilitar a vida,
E, eis que passamos a viver de hábitos!...
 
Assim vamos estruturando,
As nossas crenças, os nossos valores,
Até um dia…
 
Há sempre um dia em que o despertador não toca,
Em que a programação não funciona!
É nesse dia que nos surpreendemos
Connosco próprios,
Com o nosso verdadeiro poder,
A nossa intuição, a nossa criatividade…
 
Há sempre um dia em que nos
Re …conhecemos,
Em que sentimos
Que há outro caminho,
Que está nas nossas mãos!
Que podemos mudar os hábitos,
As crenças, os valores…
Que existe uma porta para a liberdade,
A liberdade de poder escolher,
De poder fazer diferente,
De acreditar,
De criar!
De me
Re-criar!

Há sempre um dia...

Pode ser Hoje!

:-)

 

O Caminho da Vida

Tenho andado ausente deste blog,
Das pessoas, do mundo…
Tenho estado comigo,
Tentando situar-me neste jogo da vida!
 
Ainda não sinto distância suficiente
Para descrever o pré e pós Santiago…
Até onde me levou aquele caminho?
 
Abri uma porta que me levou até mim!
 
Passo a passo fui revivendo,
Reaprendendo…
Sem horas, sem tempo,
Sem objectivo,
Sem pressa de chegar a lado nenhum!
 
Engraçada a facilidade como que desligamos do mundo,
Como deixamos de sentir o peso da mochila!
Ao começar a caminhar…
Parece que se desintegra tudo aquilo que julgamos fazer parte de nós,
E tudo se reintegra em sincronia
Com o nosso próprio Eu!
 
Vivemos verdadeiramente o aqui e agora,
Em cada passo…
Surpreendemo-nos com a nossa capacidade
De nos ultrapassar a nós próprios,
O cansaço até à exaustão,
Os medos, as inseguranças…
 
Os passos sucedem-se uma atrás do outro,
Tal como na vida!
O caminho é variado:
Das rectas infindáveis em alcatrão,
Aos campos, florestas e bosques,
Os pequenos riachos e as cascatas,
As pedras e os cristas que brilham
Indicando o caminho…
Os sons, os cheiros,
As cores,
A natureza na sua essência…
 
Passo a passo,
Vamos ficando mais perto e mais longe,
Ora ao sol, ora à chuva,
Seguindo os sinais,
As conhecidas setas amarelas,
No chão, no muro, numa pedra…
Tal como na vida,
Sempre que precisamos,
Aparecem os sinais que nos orientam,,,
 
Fazer o Caminho de Santiago,
É uma vivência extraordinária!
Não se descreve,
Vive-se!
 
Dizem que o verdadeiro Caminho começa
Quando acaba a caminhada!
É verdade!
Eu senti.
Eu sinto.
Eu sou. Peregrina
Do caminho da Vida!
Afinal,
O que é a Vida senão um Caminho?

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D