Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

nada acontece por acaso

nada acontece por acaso

Há 25 anos fui Mãe!

Hoje é um dia especial!

Faz 25 anos eu fui mãe pela primeira vez!

Um quarto de século….

Parece que foi ontem!

 

O meu filho estava cheio de pressa para nascer,

E antecipou-se 18 dias relativamente à data prevista,

E, como já era inteligente antes de nascer,

Escolheu a véspera de um feriado em Portugal!

 

Era também o 1º neto da minha Mãe,

Que na altura não estava em Portugal e foi surpreendida pela antecipação…

Fartou de chorar por não ter estado presente!

Vinte e cinco anos depois,

É ele que não está em Portugal…

E ela que está presente, omnipresente…

 

Foi um parto normal, sem anestesias nem epidurais!

Tudo foi natural com a naturalidade que é ter um filho desde sempre!

Não foi só uma sensação, não foi só uma emoção….

Não sei o que foi…

Foi MUM (Momento Único Meu!)

 

Meu querido Duarte,

Há 25 anos que me sinto a pessoa mais feliz do mundo,

Por ter sido mãe pela primeira vez!

Há 25 anos eu sou a Mãe mais orgulhosa do mundo,

Por ter um filho como Tu!

 

Obrigado meu querido Filho,

Por me teres escolhido,

Para ser tua Mãe…

 

Obrigada

por me teres ensinado

A ser Mãe!

 

Há 25 anos, a esta hora, ainda estavas dentro de mim…

Nasceste às 14h35,

Sagitário, ascendente Carneiro.

LV U

 

Estado Civil ou Estado da Alma?

Alguém comentava na TV que sabíamos a percentagem de divórcios, mas que nunca se fazia uma “sondagem” sobre os separados “não divorciados” nem das pessoas “juntas e não casadas”…

Pois é…cada vez é mais difícil classificar, segmentar e mesmo definir a relação a dois!

O Estado Civil já não é o que era… Tradicionalmente, a um estado civil até associávamos um estado de espírito; assim,

O Solteiro podia ser ansioso, libertino, alegre, malandro;

Casado  seria com certeza feliz, calmo, seguro…

O Viúvo triste, infeliz…

O Divorciado seria solitário, conflituoso, “perigoso”

Lol !!! 

Agora mais parece um cocktail de estados civis e de espírito!!!

 

“Estado Civil” é um estatuto social e.... um papel que muita gente representa no teatro da vida, como num palco!

Nada é o que parece….nada parece o que é!

Se estivermos bem atentos a pormenores, verificamos que existe um grande número de pessoas,  que são actores na vida!

Às vezes parece estou a assistir a um filme ou um reality show, com altos patrocínios dos valores do medo, da tradição, da segurança social e financeira… cheio de efeitos especiais que escondem a má representação dos actores, e no final, verificamos que a realização e a produção é da autoria dos próprios actores com alguns créditos a figurantes geralmente os filhos, os pais ou os irmãos. As audiências? Todos os amigos, os vizinhos, o patrão, os colegas…

Há uns anos, o teatro era quase perfeito e então, sempre que havia uma alteração de estado, ouvia-se muitas vezes expressões como: “Quem diria!”

Hoje já se ouve dizer muitas vezes: “Estava-se mesmo a ver!” ou até “Finalmente”.

Talvez se faça menos teatro no palco, talvez o publico seja mais exigente, talvez haja cada vez menos actores de palco e cada vez mais actores de rua, representando o papel da Vida!

E talvez  por isso, existam hoje inúmeros “Estados Civis” para além dos tradicionais: mãe solteira, pai solteiro, companheiro, união de facto, união sem facto…

 

Quem sou eu para julgar as relações entre as pessoas!

Sei que não é fácil.

Já fui solteira, namorada, casada, separada, divorciada, e …hoje o meu estado é….de Amor-Perfeito!

Não é um estado civil…mas é um Estado da Alma!

Gostava de deixar um apelo a tantos Amigos, bons e maus actores ou actrizes da vida, que mudem de profissão!

Parem de fazer da Vida um teatro…

Parem de representar...

Parem de viver a mentira, a omissão,

a indiferença, a culpa, a traição…

Respeitem-se, sejam verdadeiros…

Oiçam a vossa Alma,

Vivam no Amor ou na Amizade…

Mas vivam na Verdade!

 

Não te estou a criticar …

Estou só a dizer-te que

Mereces ser feliz!

:-)

 

D2

MATRIX

Hoje, conversando no msn com alguém do outro lado do mundo, comentei que ainda estava no Matrix e então, esse alguém, perguntou-me:

- E se tiveres que escolher entre o comprimido vermelho ou azul …qual escolhes?

Engraçado…fiquei a olhar para aquela frase no msn e dei comigo a pensar…

Que nunca tinha pensado nisso!

E escrevi aqui num post há pouco tempo, You always have a choice.

Eu escrevi e acredito nisso…mas na hora de tomar decisões…na hora H…lá vem o maldito do medo! 

Medo de que? 

Medo de não ter, medo de perder, medo de escolher,

medo de ter medo, medo de não ter medo…

Porque afinal é no meu medo que eu deposito todo o meu Ego.

O comprimido vermelho é o mundo como eu o vivo, é tudo aquilo que tenho, que sinto, que faço, que sou! É o meu mundo!

O azul é tudo aquilo que não sei …. É o desconhecido….é outra vibração…outro mundo…outra visão….a Verdade....

No azul existirá o verbo ter? Talvez nem exista matéria….

No azul existirá o verbo ser? Serei eu, serei parte de mim ou serei uma parte dum todo…

No azul existirá o verbo existir? Nem sequer existo e serei a criação de mim própria….

 

Será que alguma vez vou ter coragem de não ter medo?

 

P.S. Tive uma resposta do outro lado do mundo via msn....

http://tashi-goodmorning.blogspot.com/2006/10/cabo-da-rama.html

Homem não chora?

Porque dizem que Homem não chora?

Homem não sente?

Homem não é gente?

Homem não sente dor?

Homem não sente amor?

 

Um Homem chora.

De alegria, de dor,

De comoção, de amor.

 

Cada lágrima vertida

É uma dor assumida,

É uma dor vivida,

É um ponto de viragem

É um acto de coragem!

Chorem Homens sem medo!

As lágrimas lavam a Alma!

Ciclo da Vida....

A vida é um ciclo, ou somos nós que fazemos um ciclo da vida?

Nascemos, crescemos, evoluímos, aprendemos…

Criticamos os nossos pais até sermos pais…

E fazemos como eles quando temos filhos…

 

Os medos, as inseguranças, as certezas e incertezas…

A vontade de dizer sim….

A razão a dizer não…

O desejo de dar tudo, o medo de dar demais….

O orgulho de os ver crescer…o medo de os perder…

 

Não existem cursos, não existem livros,

Não existem fórmulas nem artes mágicas!

Ser Mãe

É estar presente… estando ausente,

É falar ouvindo…é ouvir falando…

É ensinar aprendendo…e aprender ensinando.

È deixar voar…ajudando a aterrar…

É acreditar…é confiar…

É aceitar…

 

Ser Mãe é simplesmente Ser,,,

Ser Mãe é deixar Ser…

 

A cada um dos meus três filhos,

Obrigada por me ensinarem todos os dias,

A Ser Mãe!

 

Palavras Proibidas

Há palavras e frases que devíamos eliminar do nosso vocabulário!

 

IMPOSSIVEL? Nada é impossível… porque será que inventámos esta palavra?

 

 

NUNCA – não sabemos o dia de hoje, nem sequer o próximo momento…como podemos afirmar que “nunca” vou fazer/dizer/pensar o que seja? O passado passou, o futuro não existe! Vamos viver e saborear cada momento como sendo único, como se fosse o último!

“never say never…”

 

SEMPRE – Mais um advérbio de tempo que não deve ser aplicado ao futuro… Tudo muda cada momento, nunca nada é sempre… Não há decisões para a vida!

you always have a choice”

 

NÃO CONSIGO – Uma afirmação mentirosa do nosso Ego! Eu consigo tudo o que quiser….o difícil às vezes é saber o que quero e mais difícil ainda é decidir …porque a partir do momento em que tomo uma decisão, todo o universo funciona a meu favor.

“The energy flows where the attention goes”

 

NÃO POSSO – Nunca é uma questão de poder… por detrás existe sempre uma verdadeira razão escondida: não quero - não me apetece – não fica bem - não dá jeito ….

“You have the power”

 

Esta lista vai sendo acrescentada … Agradeço sugestões para palavras proibidas…

O que é um blog?

O que é um blog?

 

Pois não sei!

Um grande Amigo comentou ao ler o meu blog… como é que eu expunha assim tudo na net…com fotografias e tudo!  Que eu devia estar muito bem porque só tinha um blog assim quem estivesse muito bem consigo próprio(a) … sem problemas em se expor. 

 

Confesso que nunca tinha pensado nisso!

Para mim, este blog é a minha forma de transmitir aquilo que me vai na alma, aquilo que sinto… uma partilha de mim …

Fiz uma pequena pesquisa e, de facto, muitos blogs não são identificados com nome ou foto.

Eu identifico-me.

Se estou bem comigo própria? Estou.

Se pretendo atingir alguma coisa com este blog? Não!

Quero apenas escrever o que me sai… e ouvir o que me dizem….

Ao sabor do vento, do sol, da chuva…das ondas!

Quero ser eu mesma.

Quero Ser.

Obrigada a ti que me estás a ler,

Por me deixares Ser!

Espero que Sejas Tu por inteiro também…

E que sejamos todos no fim,

Um Ser único….

Um único Ser que Seja!

 

Mulher não é segmento!

Mulher não é segmento!

 

Esta sim…é uma frase que adoro dizer!

Porque Mulher, não é um segmento…que raio de coisa!

Ok Mulher é feminino e como Homem é masculino.

Feminino é Yin

Masculino é Yang…

Ok.

Ambos fazem parte de um todo e toda a mulher tem de encontrar o seu equilibro

Yin / Yang

assim com todo o Homem tem de encontrar esse mesmo equilíbrio.

 

A grande diferença está em que a sociedade, valoriza a parte masculina da mulher (como é considerada uma mulher executiva, ou com uma profissão tradicionalmente masculina!...)

Enquanto a parte Yin do Homem é desvalorizada

um homem mais sensível, é logo catalogado de “maricas”!

 

Será por isso que o sexo masculino anda mais perdido,

Porque tem as energias mais desequilibradas?

 

Ouvi algures um guru de marketing comentar que a grande vantagem da mulher era que ela estudava a concorrência…e o homem não: as mulheres lêem revistas supostamente direccionadas ao target masculino….mas os homens não lêem uma revista feminina!

 

Pois isso não sei…

Só sei que Mulher não é segmento..

A não ser para produtos como pensos higiénicos…

 

Mulher e Homem fazem parte de um todo indissociável!

 

Ou será que sou eu que não faço parte do segmento feminino….

Porque, de facto, não consigo ler revistas supostamente do target feminino?!?!....

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D