Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

nada acontece por acaso

nada acontece por acaso

Temos a mania que somos insubstituíveis!

É fantástico!

A facilidade com que assumimos que somos únicos e insubstituíveis nas relações que mantemos com os outros!

Cada vez mais me deparo com situações que me confirmam isto. 

É inconsciente claro…é o nosso ego a comandar!

Então bora aí tornar consciente!

 

Hoje uma amiga do meu filho, mãe solteira, vive em casa dos pais com a filha.  Em conversa comentou que já tinha posto a hipótese de sair de casa da mãe e ir viver independente por inúmeras razões que não interessam, MAS…(aqui está a questão)…. Tinha “medo” que a mãe ficasse chateada e que não aceitasse bem porque estava muito ligada à neta!

- “Mas quem te diz a ti que a tua mãe tem uma relação “dependente” de ti?  E se essa dependência existe, porque achas que é bom para ela? Quem sabe se não a estás a ajudar mais se saíres?

Será que não estás tu com medo de assumir essa atitude e des_culpas-te com a tua mãe?????”

Não sei…nem tu…só saberás quando decidires, e…quem sabe não te vais surpreender??

 

Quando me separei, aconteceu uma coisa muito curiosa. De repente, durante um tempo, virei confessionário, lol !

Ou seja, tinha sistematicamente amigas e amigos a contarem as suas “insatisfações” no casamento! 

E sistematicamente, quando se falava em separação ou férias conjugais…o que fosse, a reacção imediata era:

“Não posso! Ele (ela) não aceitava, não conseguia ultrapassar….etc!”

Cheguei a ouvir: “gostava de ter a coragem que tiveste”…Incrível!  Como se fosse uma questão de coragem!

Não é uma questão de coragem, é uma questão de verdade connosco próprios e com o outro!  Se não estou bem, ele não pode estar bem, e vice versa!

E….mais uma vez, porque raio estou convencida que sou insubstituível e que o outro não vai “sobreviver” sem mim?!

Não serão apenas medos meus…medo até que o outro consiga sobreviver e até “renascer” sem mim?????

Bull Shit!

 

E na vida profissional! Aí é sistemático! Até me dá vontade de rir quando olho para mim no passado!

-“Não posso tirar férias! Impossível!”

Lol…sou insubstituível… Ninguém consegue fazer o que eu faço…E o gozo que isso me dá! Sou a maior!

Bull shit!

 

Sejamos honestos connosco!

Quando será que aprendemos que só temos ser felizes?

Não somos responsáveis pela felicidade do outro…

Porque se eu estiver bem,

O outro também fica bem!

Eu não posso saber o que é melhor para ele,

Só posso saber o que é melhor para mim!

E, como nada acontece por acaso,

E o universo é perfeito…

Basta seguir a minha intuição.

Fazer o meu caminho.

E deixar o outro fazer o dele.

Mesmo que o caminho passe por bater com a cabeça,

Cair para me levantar…

É sempre o meu caminho.

E quando não sigo o meu caminho,

Posso estar, “com as melhores intenções”

A construir um muro no caminho do outro…

A impedir que ele cresça, que corra, que se liberte.

E eu…

Deixo de existir para mim..

Porque passo a ser o que não sou,

A viver o que não quero.

Ficamos ambos em cima do muro…

A ver a Vida passar…

Sem a viver…

12 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2006
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D